Azure Machine Learning – Introdução – Parte 3

Fala galera, esta é a terceira e última parte de introdução ao Azure Machine Learning. Fiz de propósito nesta ordem, criando o ambiente somente agora, para você saber onde está se metendo antes de sair criando as coisas e só depois descobrir que não era o que precisava. Mas agora que você já viu que [...]

The post Azure Machine Learning – Introdução – Parte 3 appeared first on Think Think SQL.

SQLKonferenz 2015

If you are looking for one of the most awesome and most import conferences in Europe, then surely you need to take a deep look into SQLKonferenz in Germany. Organised by German PASS, this conference is taking place for the…

Clustered Columnstore Indexes – part 45 (“Multi-Dimensional Clustering”)

Continuation from the previous 44 parts, starting from http://www.nikoport.com/2013/07/05/clustered-columnstore-indexes-part-1-intro/ I have blogged a couple times (part 29 – “Data Loading for Better Segment Elimination”, part 34 – “Deleted Segments Elimination” ) about the importance of the Segment Elimination, I have…

Configurando o SQL Server 2014 AlwaysOn Availability Groups em sub-redes distintas usando o Hyper-V – Parte 3.

Olá pessoal tudo certo? Espero que sim!

 Dando continuidade no material que preparei sobre como Configurar o SQL Server 2014 AlwaysOn em sub-redes distintas usando o Hyper-V, hoje vou mostrar como preparamos os três servidores com o SQL Server 2014 e ao final como montamos um cluster com eles. Para quem não lembra do que foi feito nos posts anteriores, você pode acessar eles através dos links abaixo:
 
Parte 1:
 
 
Parte 2:
 


PREPARANDO UMA SEGUNDA IMAGEM DO WINDOWS COM O SQL SERVER 2014

1.Vamos criar a máquina que será nosso Node 1 do AlwaysOn, para isso iremos usar aquele VHD que copiamos onde foi feito o sysprep após o setup do Windows. Primeiramente no Hyper-V-Manager, clique em “New” e depois em “Virtual Machine”.

2.Quando o Wizard abrir, clique em “Next”.

3.Especifique o nome da nova máquina, irei usar algo fácil de identificar que este é o primeiro nó, irei chama-la de SQL14NODE1, depois que você escolheu um nome clique em “Next”.

4.Devido aos meus recursos de hardware, deixei a máquina com 1 GB de memória (1024 MB), defina um valor para memória da sua preferência mas que esteja de acordo com os requisitos para rodar o Windows Server 2008 R2, depois clique em “Next”.

5.Em “Connection:” selecione nosso switch virtual chamado RouterNetwork, depois clique em “Next”.

6.Na parte do disco virtual da máquina, vamos usar o VHD que copiamos o qual já está com a imagem do Windows pré-configurada, portanto selecione a opção Use na existing virtual hard disk e localize o VHD copiado clicando em “Browse...”, depois que o HD for selecionado clique em Next.

7.Na tela de confirmações, clique em “Finish”.

8.Ligue a máquina.

9.Após o Windows voltar do sysprep, da mesma forma que já fizemos antes, defina o idioma do Windows, aceite os termos de uso e configure uma senha para o Administrador.

10.Agora vamos habilitar através do Server Manager a feature Failover Clustering, clique no ícone do “Server Manager” localizado na barra de tarefas ao lado do menu iniciar.

12.Em features clique em “Add Features”.

13.Na listagem das features selecione Failover Clustering e clique em “Next”.

14.Em Confirm Installation Selections clique em “Install”.

15.Ao término do setup clique em “Close”.

16.Agora, insira a mídia do SQL Server 2014, rode o setup.exe.

17.No SQL Server Installation Center, na esquerda selecione Advanced, depois selecione Image Preparation of a stand-alone instance of SQL Server.

18.Em Product Updates, desmarque a opção Include SQL Server Product Updates (a não ser que você queira aplicar atualizações, neste caso um outro post meu pode te ajudar: http://sqlmagu.blogspot.com.br/2014/05/como-instalar-o-sql-server-20122014-com.html) e clique em “Next”.

19.Em Install Setup Files, apenas aguarde o término.

20.Em Prepare Image Rules, aguarde e clique em “Next”.


21.Em License Terms, selecione I accept the license terms e clique em “Next”.

22.Em Feature Selection, selecione as features abaixo:

-Database Engine Services
-SQL Server Replication
-Full-Text and Semantic Extractions for Search
-Client Tools Connectivity
-Client Tools Backwards Components.
-Management Tools - Basic
-Management Tools – Complete



23.Após selecionar as features Clique em “Next”.

24.Em Instance Configuration precisamos especificar o ID da instância, irei utilizar MSSQL2014, escolha um ID de sua preferência e depois clique em “Next”.

25.Em Ready To Prepare Image confira tudo que você especificou nas etapas anteriores, estando tudo certo clique em “Prepare”.

26.Após tudo terminar, pode ser que apareça um aviso dizendo que um ou mais arquivos estão com operações pendentes e só serão acertados no próximo restart do Windows, se for este o caso faça o Restart.

27.Em Complete verifique se todas features foram instaladas com sucesso e clique em “Close”. 

28.Após o prepare do SQL ter terminado, vamos agora preparar uma nova imagem de máquina através do sysprep para que ela possa ser usada posteriormente para os dois outros nós com SQL Server 2014 que teremos que instalar. 

29.Abra um prompt de comando elevado, navegue até o diretório “C:\WINDOWS\System32\Sysprep” e rode o comando: sysprep.exe /oobe /generalize /shutdown.

30.Após o sysprep terminar a máquina será desligada no Hyper-V. Crie 2 cópias do VHD desta máquina, vamos usa-la para preparar nosso dois outros nodes para o AlwaysOn. Você também pode querer preservar uma cópia deste VHD para seus lab’s futuros.

PREPARANDO O PRIMEIRO NÓ

1.Para todas as etapas a seguir, vamos precisar que o Domain Controller esteja ligado.

2.Antes de ligar a máquina que acabamos de rodar o sysprep, no Hyper-V-Manager clique com o direito nela, “Settings”, adicione mais uma interface de rede do tipo internal apontando para o mesmo Switch que criamos anteriormente chamado RouterNetwork.

3.Ligue a máquina.

4.Após o Windows voltar do sysprep, defina o idioma do mesmo e um password para o Administrador.

5.Nas configurações do adaptador de rede do Windows, configure o IPv4da interface de rede da seguinte forma:

Interface 1
IP Address: 10.0.0.3
Subnet Mask: 255.255.255.0
Default Gateway: 10.0.0.2.
Preferred DNS Server: 10.0.0.2
Alternate DNS Server: Deixe em branco.

6.Ping os endereços das nossas subnets do router, no caso 10.0.0.2e 10.0.1.2.

7.Voltando na máquina que será nosso primeiro nó, clique com o direito em “Computer”, “Properties” e depois em “Change Settings” e por fim em “Change...”. Vamos colocar a máquina no domínio.

8.Em Computer Name de um nome para nosso primeiro nó, no meu caso irei chamar de SQL14NODE1, em Member of, selecione Domain: e especifique o nome do domínio, no meu caso AlwaysonDC.net. Clique em “OK”, se a comunicação entre as máquinas estiver funcional, uma janela irá pedir uma senha de algum administrador do domínio para permitir a adição da nova máquina.

9.Depois da máquina ter sido adicionada com sucesso ao Domínio, reinicie o Windows.

10.Depois que o Windows ligar novamente, faça o login com uma conta do Domínio, irei usar o Admin mesmo, feito o login, insira a mídia do SQL Server 2014, vamos completar a instalação que havíamos preparado.

11.Rode o setup.exe da mídia.

12.Vá em Advanced, e selecione a última opção disponível Image completion of a prepared stand-alone instance of SQL Server.

13.Em Product Key, insira a chave do SQL Server e clique em “Next”.

14.Em License Terms, selecione I accept the license terms e clique em “Next”.

15.Em Global Rules, apenas aguarde.

16.Em Microsoft Update, desmarque a opção Use Microsoft Update to check for updates e clique em “Next”.

17.Em Complete Image Rules, clique em “Next”.

18.Em Select Prepared Features, certifique-se de que a segunda opção está selecionada, Complete a prepared instance of SQL Server 2014, na lista você irá notar que aquele setup que preparamos estará relacionado, depois clique em “Next”. 


19.Em Feature Review, clique em “Next”.
 
20.Em Instance Configuration, em Named Instance defina o nome para sua instância do SQL Server, no meu caso irei deixar como default, definido o nome clique em “Next”.

21.Em Server Configuration, troque as contas de serviço por uma conta que venha do domínio, no meu caso irei usar o Admin do domínio mesmo mas você pode preferir criar uma conta no domínio somente para esta função de controlar os serviços, feito isso, clique na aba Collatione defina o collation da sua instância, irei selecionar SQL_Latin1_General_CP1_CI_AI, feito sua escolha clique em “Next”.


22.Em Database Engine Configuration, selecione a forma de autenticação da instância, irei usar Mixed Mode, configurando uma senha para o SA e colocando a conta corrente que estou logado no Windows como Admin do SQL Server também, caso queira configurar diretórios específicos para os arquivos das bases de dados use a aba Data Directories, irei deixar os diretórios default mesmo, feito as configurações clique em “Next”.




23.Em Ready to Complete Image, certifique-se de que está tudo de acordo com o que você configurou e clique em “Complete”.


24.Terminando a instalação, na etapa Complete, verifique se tudo foi instalado com sucesso e clique em “Close”.

25.Pronto, nosso primeiro nó está registrado no Domínio e com o SQL Server 2014 instalado.

PREPARANDO O SEGUNDO NÓ

1.Pegue a cópia do VHD que fizemos anteriormente e crie uma nova máquina virtual com 1 GB de memória, 20 GB de VHD, está máquina será nosso Node 2 do AlwaysOn.

2.Antes de ligar a máquina que acabamos de rodar o sysprep, no Hyper-V-Manager clique com o direito nela, Settings, adicione uma interface de rede do tipo internal apontando para o mesmo Switch que criamos anteriormente.

3.Ligue a máquina.

4. Após o Windows voltar do sysprep, da mesma forma que já fizemos antes, defina o idioma do Windows, aceite os termos de uso e configure uma senha para o Administrador.

5.Nas configurações do adaptador de rede do Windows, configure o IPv4da interface de rede da seguinte forma:

Interface 1

IP Address: 10.0.0.4
Subnet Mask: 255.255.255.0
Default Gateway: 10.0.0.2.
Preferred DNS Server: 10.0.0.2
Alternate DNS Server: Deixe em branco.

6.Certifique-se de que o firewall do Windows está desabilitado, se não estiver desabilite-o igual fizemos com nosso Domain Controller nas etapas anteriores.
7.Ping os endereços das nossas subnets do router, no caso 10.0.0.2e 10.0.1.2.

8.Registre esta máquina no domínio da mesma forma que fizemos com o primeiro nó, só mude o nome, irei utilizar SQL2014NODE2.

9.Faça o complete do setup do SQL Server da mesma forma que fizemos com o primeiro nó.

PREPARANDO O TERCEIRO NÓ

1.Pegue a cópia do VHD que fizemos anteriormente e crie uma nova máquina virtual com 1 GB de memória, 20 GB de VHD, está máquina será nosso Node 3 do AlwaysOn.

2.Antes de ligar a máquina que acabamos de rodar o sysprep, no Hyper-V-Manager clique com o direito nela, Settings, adicione uma interface de rede do tipo internal apontando para o mesmo Switch que criamos anteriormente.
3.Ligue a máquina.

4. Após o Windows voltar do sysprep, da mesma forma que já fizemos antes, defina o idioma do Windows, aceite os termos de uso e configure uma senha para o Administrador.

5.Nas configurações do adaptador de rede do Windows, configure o IPv4da interface de rede da seguinte forma:

Interface 1 (NOTE QUE ESTE NODE FICARA EM OUTRA SUBNET!) 

IP Address: 10.0.1.5
Subnet Mask: 255.255.255.0
Default Gateway: 10.0.1.2.
Preferred DNS Server: 10.0.1.2
Alternate DNS Server: Deixe em branco.

6. Certifique-se de que o firewall do Windows está desabilitado, se não estiver desabilite-o igual fizemos com nosso Domain Controller nas etapas anteriores.

7.Ping os endereços das nossas subnets do router, no caso 10.0.0.2e 10.0.1.2.

8.Registre esta máquina no domínio da mesma forma que fizemos com o primeiro nó, só mude o nome, irei utilizar SQL2014NODE3.

9.Faça o complete do setup do SQL Server da mesma forma que fizemos com o primeiro nó.

MONTANDO O CLUSTER

1.Agora que nosso domínio está de pé, e nossos três nós que contém o SQL Server 2014 instalado devidamente registrados, podemos partir para a montagem do Cluster.

2.Em qualquer um dos nós, logado com a conta de Admin do domínio, vá ao menu iniciar, executar, e digite “cluadmin.msc” ou navegue até as ferramentas administrativas e abra o Failover Cluster Manager.


3.Clique com o direito em "Failover Cluster Manager" e depois clique em "Create Cluster...", depois clique em “Next”. 



4.Em Select Servers digite o nome do nó 1 no campo Enter Server Name: ou então faça uma busca pelo nome do mesmo no domínio clicando em "Browse...", adicionado o nome do nó 1, faça o mesmo para os nós 2 e 3.


5.Em Validation Warning, selecione “Yes” caso queira rodar a validação do cluster, o que é o recomendado para um ambiente em Produção, no caso como estou em um laboratório controlado irei deixar em “No”, depois de selecionar uma das opções clique em “Next”.

6.Em Access Point for Administering the Cluster defina o nome do cluster, irei usar SQL_ALWAYSON, e defina também os dois IP’s do Cluster, notem que são dois pois temos duas subnet’s diferentes, no meu caso irei usar “10.0.0.6” e “10.0.1.6”, depois clique em “Next”.

7.Na etapa de Confirmation clique em “Next” novamente, lembrem-se que nosso cluster será do tipo Node Majority, ou seja, não irá usar um disco de quórum e não irá ter discos compartilhados. Dando tudo certo, na última etapa apenas clique em “Finish”.


Links de referência:
 

Continua no próximo post...
http://www.virtualpass.com.br/

Atualizações Cumulativas para o SQL Server 2012

A Microsoft lançou duas Atualizações Cumulativas para o SQL Server 2012 para evitar vulnerabilidades relacionadas à elevação de privilégios: uma para Service Pack 1 e outra para Service Pack 2. Observe que RTM não é mais suportado. Neste caso, o ideal

Dynamic Management Views (DMV)

Fala Pessoal! Hoje vou falar um pouco sobre as categorias nas quais as DMVs podem ser divididas. Como sabemos, as DMVs retornam informações do estado do servidor que podem ser usadas para monitorar a integridade da instância, diagnosticar problemas e ajustar o desempenho. Através dos objetos consultados, os dados retornados podem ser separados em várias […]

Azure Machine Learning – Introdução – Parte 2

Fala galera, os modelos algoritmos que temos hoje, 28/Nov/2014, disponíveis no Azure Machine Learning estão separados em três categorias, que podem ser encontrados no menu Machine Learning >> Initialize Model, conforme esta lista: Classification Multiclass Decision Forest Multiclass Decision Jungle Multiclass Logistic Regression Multiclass Neural Network One-vs-All Multiclass Two-Class Average Perceptron Two-Class Bayes Point Machine [...]

The post Azure Machine Learning – Introdução – Parte 2 appeared first on Think Think SQL.

[SQLServerDF] Material – Pragmatic Data Science

Na terça-feira eu e meu amigo (doido) Ivan Lima fizemos uma palestra intitulada Pragmatic Data Science para o SQLServerDF.
Atualmente estamos dedicando um bom tempo (full time no caso do Ivan), para desenvolvermos nossas habilidades relacionadas com ciência dos dados.

Quem não foi perdeu, além de instrutiva tivemos dúvidas muito interessantes a respeito da ciência dos dados, big data, Hadoop, entre outros.

Abaixo algumas referências:

• O PDF da apresentação: https://onedrive.live.com/redir?resid=E145F7753042D628!3059&authkey=!APJjc_zD_RSqsoM&ithint=file%2cpdf
• Livro de Hadoop que eu comentei em sala: http://www.amazon.com/Hadoop-Definitive-Guide-Tom-White/dp/1449311520

Se você perdeu a apresentação, basta estudar as tecnologias que estão no mapa deste artigo que você vai se dar bem: http://nirvacana.com/thoughts/becoming-a-data-scientist/

Moleza! :-)

E claro, não posso deixar de anunciar que no próximo ano teremos cursos de Data Science na Nimbus!

********* UPDATE *********

Aproveito e deixo aqui duas fotos do encontro (finalmente lembrei de tirar fotos!), uma do grupo e a outra do Ivan encontrando um serial killer.




Luciano Caixeta Moreira - {Luti}
luciano.moreira@srnimbus.com.br
www.twitter.com/luticm
www.srnimbus.com.br

Material de Apoio – Direto do Túnel do Tempo – Apresentações – Azure e Virtualização.

Buenas tardes, Comunidade e amantes da Tecnologia. Como diz a canção “Relembrar é viver!!!”. Pois bem, dando uma revirada nos meus backups, encontrei alguns arquivos que hoje posso dizer que os tenho como nostalgia, mas que num passado não muito distante, estou … Continuar lendo

Quintas com DBA SQL Server por Acidente

Fala, pessoal! Com uma grande felicidade e depois de algum tempo, tenho a honra de participar do Quintas da TI, um projeto bem bacana criado pelo Thiago Guirotto e o Eduardo Sena, dois baita amigos da comunidade. Como é de costume e também uma palestra que trago com muito carinho atualizando-a ao longo do tempo. DBA SQL…
Go to Top